Eduardo Pimentel defende distribuição mais justa do ISS entre os municípios

//Eduardo Pimentel defende distribuição mais justa do ISS entre os municípios

Eduardo Pimentel defende distribuição mais justa do ISS entre os municípios

O vice-prefeito Eduardo Pimentel defendeu nesta terça-feira, 30, que o Congresso Nacional derrube o veto do presidente Michel Temer à parte da lei que altera a cobrança do Imposto sobre Serviços (ISS). O tema foi discutido por Pimentel em reunião com o presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Marcel Micheletto.

Para o vice-prefeito, é preciso manter a proposta original, de que a cobrança dos impostos seja feita nos municípios de origem das operações de crédito, débito, leasing (arredamento mercantil) e factoring (aquisição de direitos de crédito).

Se o veto for derrubado, de acordo com levantamento da AMP, o município de Curitiba poderá ter um incremento anual na receita de até R$ 100 milhões.

“A derrubada desse veto é muito importante para que haja uma distribuição mais justa e descentralizada do imposto entre os municípios, que passam por um momento financeiro complicado”, disse Pimentel. “Já conversei com o prefeito Rafael Greca e somos favoráveis ao veto, que garantirá mais recursos para obras em Curitiba”, defendeu ele, que também é secretário de Obras Públicas e Infraestrutura. A reunião contou com a presença dos diretores na CNM Joarez Lima Henrichs e Roberto Meneghini.
Força do municipalismo

Além de presidente da AMP, Micheletto é prefeito de Assis Chateaubriand e 2º vice-presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Ele estima que os 399 municípios do Paraná terão um ganho de receita anual de R$ 344 milhões caso o Congresso Nacional derrube o veto.

“A proposta que defendemos vai melhorar a distribuição do ISS entre os municípios. Se os consumidores vivem e pagam impostos nos municípios, é justo que os recursos arrecadados fiquem na cidade onde foi executado o serviço”, defende o presidente da AMP.

A derrubada do veto pelo Congresso Nacional esteve na pauta da XX Marcha dos Prefeitos à Brasília, de 15 a 18 de maio. No modelo atual de distribuição, 63% da arrecadação do imposto fica concentrada em apenas 35 municípios.

O texto que garantia a redistribuição do ISS foi vetado pelo presidente Michel Temer em 30 de dezembro de 2016. O veto impediu o repasse de mais de R$ 6 bilhões aos municípios, incididos sobre serviços de cartões, leasing e planos de saúde.

 

2017-05-31T13:47:30+00:00 maio 31st, 2017|Categories: Últimas|0 Comments

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.