No Paraná, nova política de incentivos prioriza áreas estratégicas

/, Jornal, paraná, Últimas/No Paraná, nova política de incentivos prioriza áreas estratégicas

No Paraná, nova política de incentivos prioriza áreas estratégicas

Domingos Zaparolli
Valor Econômico

O Paraná planeja utilizar sua boa situação fiscal, após três anos seguidos de superávits orçamentários, para criar uma nova política de incentivos, capaz de induzir atividades consideradas estratégicas para o Estado, e também em uma nova fórmula de redistribuição dos recursos, valorizando ações que ampliem a capacidade de investimentos dos municípios.

“Fizemos um duro ajuste, necessário para reequilibrar as finanças do Estado, mas agora é hora de priorizar o desenvolvimento e melhorias na qualidade de vida da população”, diz Silvio Barros, secretário de desenvolvimento urbano.

Em 2017, o Paraná obteve um superávit orçamentário de R$ 1,97 bilhão, sendo que o saldo primário, antes da inclusão das receitas financeiras, foi de R$ 1,29 bilhão. O resultado positivo é consequência de um forte ajuste fiscal realizado a partir de 2015, quando o Estado promoveu um aumento nas tarifas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que subiram de uma média de 12% para 18%, e do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores Automotores (IPVA), que foi de 2,5% para 3,5%.

Silvio Barros diz que o aumento da carga tributária teve como objetivo equalizar as taxas paranaenses com a média das cobradas em outros Estados do país e que foi uma medida necessária, porque o Estado havia encerrado 2014 com um déficit de R$ 3 bilhões em suas contas públicas.

Em 2018, porém, a administração estadual quer iniciar uma nova fase, com o uso da bonança fiscal como indutor de desenvolvimento de atividades consideradas estratégicas e que demandam apoio para se estruturar. “São atividades portadoras do futuro”, afirma Barros.

Entre elas estão a indústria 4.0 e negócios engajados nos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), como a redução de emissão de gases de efeito-estufa ou sistemas produtivos que adotem o conceito de economia circular, ou seja, onde os resíduos produtivos e do pós-consumo se transformam em insumos para novos produtos.

“Não é adequado tratar quem gera um problema ambiental para o Estado da mesma forma de quem gera um benefício ambiental”, diz o secretário. A nova política de incentivos poderá ocorrer com descontos no ICMS, mas não necessariamente. Outras possibilidades envolvem o uso do poder de compra ou de investimentos do Estado como incentivo.

Um objetivo declarado da administração estadual é atrair os futuros investimentos da indústria automobilística na produção de carros elétricos no país e para isso já estabeleceu conversas com o conglomerado Renault / Nissan, que possui unidade produtiva de veículos convencionais no Estado, e está entre os líderes do mercado mundial de veículos elétricos.

O Paraná, por seu lado, contabiliza sua condição de grande produtor hidrelétrico e o controle da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Em 2018 a estatal iniciou a instalação das primeiras eletrovias do país – rodovias dotadas de postos de abastecimento para carros elétricos. Um investimento de R$ 8 milhões já está equipando a BR 277, que liga Fox do Iguaçu a Paranaguá. “Vamos criar condições para o consumidor paranaense comprar carros elétricos”, diz Antonio Guetter, presidente da Copel Distribuição.

Em 2018, os investimentos orçamentários do Paraná (administração direta), somam R$ 4,42 bilhões. Uma inovação é a provisão de R$ 800 milhões para investimentos municipais, onde caberá ao prefeito determinar a prioridade de aplicação dos recursos. Para controlar o uso da verba foi lançada a plataforma Paraná Interativo, que mapeia a infraestrutura dos 399 municípios, detecta necessidades, indica o orçamento das obras, a disponibilidade de recursos e faz o acompanhamento da aplicação da verba alocada. A plataforma é aberta para o acesso da população.

(foto: Jaelson Lucas/ANPr)

link matéria
http://www.valor.com.br/brasil/5623563/nova-politica-de-incentivos-prioriza-areas-estrategicas

2018-06-28T17:12:51+00:00 junho 28th, 2018|Categories: Informações, Jornal, paraná, Últimas|Comentários desativados em No Paraná, nova política de incentivos prioriza áreas estratégicas

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.